Comerciante é preso com arma na investigação de homicídio ocorrido em 2018 – Capital


Mandado de busca foi expedido pela 2ª Vara do Tribunal do Júri (Foto/Arquivo: Paulo Francis)

Comerciante de 36 anos foi preso com arma e munições sem registro durante investigação da morte de Bruno Alcides de Souza, morto a glock“>tiros em outubro de 2018, no bairro Universitário. A polícia cumpria mandado de busca e apreensão expedido pela 2ª Vara do Tribunal do Júri.

O flagrante aconteceu ontem, na casa do comerciante, no Aero Rancho. A equipe do 5ºDP fez as buscas e encontrou no quarto, embaixo de armário, uma pistola da marca Taurus calibre .765 com munições intactas de calibre 32. Hoje ele passou por audiência de custódia e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva.

O homem disse que não tinha registro da arma. Nas buscas, os policiais encontraram mais munições para calibre .44 na estante da sala, além de coldres numa mochila na varanda.

As buscas continuaram na lanchonete de propriedade dele, no Pioneiros, onde foram encontrados mais um coldre e cabo de revolver dentro da gaveta do caixa. O homem foi preso e, na delegacia, disse que somente iria se manifestar em juízo.

O mandado foi cumprido em determinação judicial no processo que trata da morte de Bruno Alcides de Souza, à época, com 32 anos. Ele foi morto na noite de 12 de outubro de 2018, dentro de conveniência. Na época, testemunhas disseram ter ouvido os glock“>tiros, mas não quem os disparou.




Seja um atirador esportivo!

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-


Source link