DefesaNet – Base Industrial Defesa – IMBEL



 

No dia 4 de outubro, a Fábrica de Material de Comunicação e Eletrônica (FMCE) completa 81 anos. Um dos principais centros de pesquisa à serviço do Brasil, a unidade tem capacidade de oferecer soluções e produtos disruptivos. Atualmente, a FMCE está desenvolvendo rádios de campanha para o Exército Brasileiro, como o Rádio multicamada de selva TRC 1222 (RONDON) e o Intercomunicador modular CIM-2000. Além disso está produzindo o Transceptor Portátil Pessoal 1400 destinado às ligações em operações militares e de segurança pública.

“Nós nos orgulhamos em ter capacidade de entregar para o Brasil, produtos na fronteira tecnológica, sem deixar nada a desejar para outros concorrentes internacionais no setor”, afirmou o Chefe de Fábrica, Cel. Alex Vander Lima Costa. De acordo com o Chefe de Fábrica, a FMCE tem capacidade não só de desenvolver e inovar, como também de assimilar novas tecnologias.

 

Em seu portfólio estão o Sistema Gênesis de Direção e Coordenação de Fogos, Equipamentos do Projeto Combatente Brasileiro (COBRA), Rádio Transceptor TRC 1193 (Mallet II),  além  de  outros  equipamentos  e acessórios. A FMCE oferece ainda serviços de testes  elétricos,  mecânicos  e ambientais; serviço de montagem de placas de circuito impresso com componentes convencionais e com Dispositivos de Montagem de Superfície (SMD).

História – A FMCE teve origem da Fábrica de Material de Transmissões (FMT), criada em 1934 no QG do Exército, atual Palácio Duque de Caxias. No ano seguinte foi transferida para as instalações cedidas pelo Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro, no bairro do Caju.

Com a crescente demanda de equipamentos por parte do Exército, foi verificada a necessidade de se criar uma organização industrial voltada exclusivamente à atividade de fabricação destinada a suprir as necessidades da área militar. Assim, pelo Aviso Ministerial nº 961, de 4 de outubro de 1939, foi criada a Fábrica de Material de Transmissões.

Em 1953 a FMT passou a ser denominada Fábrica de Material de Comunicações e, com a criação da IMBEL em 1975, foi extinta como organização militar no ano de 1977, passando a chamar-se Fábrica nº 04 – Material de Comunicações. Em dezembro de 1980, seu nome foi alterado para Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico de Eletrônica e Telecomunicações e, finalmente, em janeiro de 1984, recebeu a atual denominação de Fábrica de Material de Comunicações e Eletrônica.






Seja um atirador esportivo!

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-


Source link