Operação contra o PCC na Baixada Santista deixa dois mortos em tiroteio com a PM


Dois homens foram mortos em tiroteio com policiais militares na Vila Esperança, em Cubatão, na tarde de segunda-feira (9). Mais oito criminosos, pelo menos, participaram do confronto e conseguiram escapar pela área de mangue ao redor da comunidade. Três armas de fogo, grande quantidade de drogas, outros materiais relacionados ao tráfico e R$ 6.816,30 foram apreendidos.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços!

Participaram da operação policiais da 4ª Companhia do 21º BPM/I, de Cubatão, e do Comando de Operações Especiais (COE), da Capital. O objetivo foi reprimir o tráfico de drogas e a reunião de criminosos ligados ao Primeiro Comando da Capital (PCC). Na Vila Esperança já foi descoberto um cemitério clandestino da facção, no qual foram ocultados os corpos de um investigador e de outras pessoas.

Durante incursão nos pontos de acesso mais difícil da comunidade, os PMs se depararam com aproximadamente dez homens na mata. O grupo abandonou duas mochilas ao perceber os policiais e fugiu para o mangue atirando na direção dos policiais. Os agentes públicos não foram atingidos, revidaram os disparos e acertaram dois marginais.

David Firmino de Farias, de 33 anos, e um comparsa não identificado foram levados pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Pronto-Socorro Central de Cubatão, onde faleceram. Ao lado da dupla foram recolhidas uma pistola Glock 9 milímetros e uma Taurus 380. Perto dessas armas, já na rota de fuga dos criminosos que conseguiram escapar, havia uma pistola Taurus calibre ponto 40.

Nas mochilas abandonadas pelo grupo havia 13,9 quilos de drogas (6,9 quilos de cocaína, 6,8 quilos de maconha e 140 gramas de crack), além de 12 tubinhos com lança-perfume. A maior parte dos entorpecentes já estava embalada em mais de 9 mil porções destinadas à venda a varejo. Dinheiro, anotações referentes à venda de drogas, três balanças, cinco celulares, 24 chips de telefonia, máquina de cartão de crédito e débito e seis rádios de comunicação também foram apreendidos nas mochilas.

O desconhecido morto é pardo e possui duas tatuagens de palhaço no peito e no braço esquerdo. Ele ainda tem o nome Ana Luíza tatuado no pescoço. O caso foi registrado pelo delegado Siulen Vieira Leung, na Delegacia de Cubatão. A Polícia Civil tenta identificar os fugitivos para responsabilizá-los pelos crimes de tráfico e de tentativa de homicídio contra os policiais militares.

Tudo sobre:






Seja um atirador esportivo!

O Tiro Esportivo é um esporte fascinante. Com o Guia do Atirador, você terá um passo a passo para solicitar seu CR junto ao Exército Brasileiro sem necessidade de contratar despachantes caros.

Compre agora sua arma, sem precisar de despachante!

-


Source link